sábado, 1 de setembro de 2012

Plano de aula I - capoeira



EDUCAÇÃO FÍSICA

Ciclo II – Segunda Etapa 7º e 8º anos do Ensino Fundamental de nove anos

Tema: História e Filosofia da capoeira 
Tempo: 45 min.

Objetivo Geral: apresentar aos alunos a história, onde e porque surgiu a capoeira, evidenciando a sua importância cultural e de aprendizado na escola.  

Objetivos Específicos
- Apresentar aos alunos a elementos históricos e filosóficos da capoeira e como foi difundida no Brasil.

- Identificar o conhecimento já existente produzindo uma interação sobre a arte-luta com diálogo por parte dos alunos.

- reconhecer elementos da cultura corporal da capoeira como vestimentas e ambiente.

Conteúdos
História e filosofia da capoeira.

Procedimentos Metodológicos


Introdução (10 min.):
 Iniciar a aula cumprimentando os alunos, pedir para que formem um semi-círculo, fazer a chamada, e abrir uma discussão sobre o tema, perguntar se alguém na classe conhece ou já praticou/pratica capoeira, ou até mesmo acompanham competições ou apresentações.

Aula propriamente dita (20 min.):

História da capoeira:

A capoeira teve sua origem pelos negros em meados do século XVI no Brasil, principalmente em grandes cidades portuárias com a chegada de navios negreiros, foi desenvolvido com o objetivo de defesa e fuga das senzalas na busca da emancipação da escravidão, formando quilombos no meio das florestas onde viviam. Era uma luta violenta, sangrenta e muitas vezes mortal. 
No século XX, Mestre Bimba foi uns dos principais capoeiristas que buscaram apresentar a capoeira como uma luta nacional, e não com a imagem de prática denegrida pela sociedade. Então, levou até o presidente Getúlio Vargas, onde foi feita uma apresentação pelo Mestre Bimba e outros capoeiristas do mesmo movimento, que ficou impressionado e tornando a capoeira como patrimônio cultural do Brasil. Sendo um dos primeiros passos para a valorização da capoeira no próprio país que a desprezou.
A palavra capoeira foi generalizada para vários fins, tanto para os praticantes como bandidos, malfeitores de toda ordem. No século XIX foram encontrados vários registros policiais indicando a presença da capoeira no país, além disso, várias etnias praticavam a capoeira além dos negros como índios, mestiços e até alguns imigrantes europeus. No final do século XIX, o então presidente da época Deodoro da Fonseca, a transformou em crime passível de prisão de dois a seis meses na ilha de Fernando de Noronha.



Filosofia da capoeira: 
A capoeira tem como um dos seus maiores objetivos é tratar todos como iguais, por isso é feito uma roda, não tem começo e nem fim. O mestre pode aprender com o aluno tanto como o inverso. Antes de tratar como luta a capoeira, ela é uma expressão do corpo através da liberdade do movimento, lembrando as lutas que os negros tiveram contra os regimes escravocratas dos brancos desde o Brasil Colonial. 
Ao final da aula pedir para os alunos produzirem um texto sobre o que pensam sobre a capoeira e qual a importância dela para eles.

Atividade pratica (10 min.):
Com os alunos posicionados em círculo, pedir que façam um movimento de capoeira, ou até mesmo de ginástica,proporcionando uma prévia da vivência que terão nas próximas aulas.

Avaliação da aula e dos objetivos
Feed back (5 min.)
Os alunos estarão sentados formando um circulo o professor irá relembrar com a classe tudo o que foi discutido.

Materiais
Imagens, slides, etc.


Referências


Tubino, Manoel José Gomes.; Lussac, Ricardo Martins Porto. Capoeira: História e trajetória de um patrimônio cultural do Brasil. Revista da Educação Física/UEM. Maringá. v 20. p 7-16 1 trim. 2009.

http://www.revue-silene.com/images/30/extrait_67.pdf A capoeira, uma filosofia do corpo. Camille Dumoilé.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário